InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» MvP Naght Sieger
por Victor Dom Jul 24, 2016 4:25 pm

» TS clã valor
por Victor Dom Jul 24, 2016 4:22 pm

» Torre Sem Fim [24/07]
por Victor Sab Jul 23, 2016 7:49 am

» SS's Aleatórias
por Hidan Miles Qua Jul 20, 2016 2:32 am

» SKIN NOVA para o RAG
por Tibeto Qui Jul 07, 2016 10:08 am

» Atualização 05/07
por Tibeto Ter Jul 05, 2016 8:45 am

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 22 em Dom Abr 07, 2013 11:24 pm
Top dos mais postadores
Tibeto
 
Darte Sky
 
Luiz Gomes
 
Hidan Miles
 
isabellf
 
Rebus
 
Victor
 
SynChrO
 
Nina
 
dianalf
 

Compartilhe | 
 

 A Procura

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
isabellf
Classe 1
Classe 1
avatar

Mensagens : 78
Data de inscrição : 27/07/2011
Idade : 25

MensagemAssunto: A Procura    Qui Fev 09, 2012 11:27 pm

1ªParte-Ação e Reação-

feito por Gilberto



Era possível ouvir a voz do Sr. Landon do lado de fora da tenda.

-Essas crianças de hoje são tão preguiçosas, na minha época há essas horas já estávamos exaustos com os treinamentos-O Sr.Landon não perdia uma oportunidade de dizer esse tipo de coisa ou de dizer como suas pernas doíam.

Minha sorte e que dessa vez não era a única a estar atrasada.

-Huguinho, Darte e Evlyn, vocês estão muito mal acostumados, aproveitaram a época do meu casamento para relaxarem nos treinos -Dizia o Sr,Landon andando a nossa frente- Mas Agora estou aqui e vocês iram realizar uma tarefa para mim, irão para Rachel, e so retornarão quando tiverem 100 Runas Sangrentas cada.

Senti minha boca levemente aberta, e não tive nem chance de reivindicar, pois quando o Sr.Landon acabou de comunicar a tarefa ele se foi tão rápido que eu jurava que aquela velocidade fosse impossível para alguém naquela idade.

-Vai ser moleza 100 Runas! em uma hora acabo com essa missão-Darte falava sorrindo parecendo que realmente seria fácil.



Já No Aeroplano Evlyn se encontrava em seus pensamentos, lembrando de uma época agora distante desses dias, na sua cabeça vinha a imagem de uma pequena garota de cabelos azuis que iam ate o meio de suas costas, em uma sala perto do jardim seus pais estudavam, a frente uma grande pilha de livros os deixava quase sem visão do que acontecia lá fora, às vezes aquela garota se sentia sozinha e crianças sozinhas nem sempre tem boas ideias, a menina conjurou sua primeira magia uma pequena lança de fogo, que caiu e bateu em alguns cristais assim refletindo algumas faíscas nos cabelos azuis da garota.

Algo realmente ruim poderia ter acontecido, mas mesmo uma grande pilha de livros na frente da visão do casal não foi o suficiente para que esquecessem de sua filha la fora, Noreen logo apagou as faíscas que consumiam os cabelos da filha, mas elas deixaram um grande estrago no cabelo sedoso da pequena.


-Evlyn-Luiz cutucava o braço de Evlyn repetidas vezes- Evlyn!!

-Que foi Lu?

-Chegamos!

-Ev tava Dormindo- Darte passou direto pela gente com aquela galinha supercrescida-Vamos ver quem pega às runas primeiro?

E antes que alguem falasse algo Darte já se encontrava a uma distancia que não compensava gritar, porque ele não iria ouvir, perto do Aeroplano Evlyn se preparava para usar teleporte quando Luiz segurou seu braço.

-O que há com você ?- ele a olhava como os pais olham para os filhos quando esses comentem um erro irreversível.

-Nada Lu- Evlyn tentava desviar o olhar porque ela sabia onde aquela conversa a levaria, levaria ao passado e por mais que gostasse do caminho que seguiu, agora se sentia culpada pelo desaparecimento dos seus pais logo depois da sua partida, então se pôs a andar-.

-Não vem com essa, há dias você parece viver em um mundo paralelo-ele olhou para o céu e depois encarou um rowen- seria por causa dos seus pais?

Luiz, Darte e Evlyn se tornaram amigos porque praticamente sempre os mandavam para missões juntos,afinal foi em missões que se conheceram, os três tinham praticamente o mesmo nível, e se entendiam munto bem.

-Não posso esconder de vocês mesmo!- junto com a frase um suspiro sai abafado- a cada dia que passa me sinto culpada pelo desaparecimento de meus pais, se eu tivesse ficado...se tivesse decidido seguir o caminho deles, estaríamos juntos hoje- disse com um sorriso forçado-.

-Olha Evlyn, talvez eles tivessem um motivo para aceitarem tão facilmente sua decisão-Luiz tinha uma expressão seria o que não combinava com ele-.

-O que você quer dizer?- a expressão de interrogação na face de Damran era tão evidente que até as paredes do Templo poderiam enxergar-.

-Talvez soubessem que com eles você correria perigos, talvez só aceitaram, para te manter longe de tudo isso-Luiz não costuma ser tão sério, normalmente vivi fazendo brincadeiras, mas quando ninguém estava olhando e alguém precisava ele acabava deixando escapar o lado sério-.

Evlyn assimilou o que Luiz disse mas que perigo seria esse, seria o motivo do sumiço de seus pais depois de irem ate Ash ou encontraram algo que não deveriam pelo caminho? Evlyn mal via o que fazia durante à missão.

-EXALAR ALMA!

-Obrigado Ev.

-Não precisa agradecer-Darte sempre tão gentil agradecia à tudo que faziam por ele até mesmo quando não era necessário-.

-EVLYN CUIDADO!- O grito de Darte podia ser ouvido por todo o Templo-ESCUDO REFLETOR!

Evlyn bateu de costas no chão, e uma rajada de sangue aparece em seu braço esquerdo.

-O que esta havendo aqui?-Luiz chega com uma cara de interrogação e olha para Evlyn ainda sentada no chão ao lado de Darte- Já é hora do descanso, porque não avisaram?

Mas logo em seguida olhou para o braço da amiga manchado de vermelho.

-Evlyn não esta concentrada hoje, acaba de levar um tombo so por causa de um desses monstros-Darte disse apontando para uma Isilla que agora jazia no chão-.

-Desculpe garotos não consigo me concentrar eu... estava pensando e se meus pais não estiverem perambulando atrás de aventura por Ash, e se eles se depararam com algo realmente ruim, ou se eles procuravam por algo ruim? Minha cabeça não para de pensar nessas coisas.

A voz saiu falha e uma lagrima desceu quente na pele branca passando pelos lábios vermelhos até cair no chão.

-Evlyn leve minhas Runas você não esta nada bem, entregue ao Sr Thanabog e diga que completou a missão- Luiz estendeu um saco preto e o deixou perto dos pés da amiga, e sorriu-Não fique grata vai te custar alguns zenys, assim recupero aqueles que te entreguei quando precisava de Frescor de Vento.

-Lu! Não posso aceitar, mesmo com você me cobrando se... o Sr. Landon descobre arruma a gente em uma rotina dobrada de treino-Evlyn não queria aceitar mas se continuasse ali poderia acabar se machucando e atrapalhando os dois migos.

Darte e Luiz se despedem de Evlyn na frente do templo,que para ir para o acampamento mais depressa usa uma Asa de Borboleta, que há faz deseparecer no ar.


A pequena Damran seguiu para tenda onde o Sr.Landon se estalava, do lado de fora a grande raposa montaria do velho Arcano, vigiava a porta com seu olhar fuzilante.


-Senhor Landon, Senhor!- O velho apareceu na porta e olhou fixamente para mim- As Runas, aqui estão.

-Você foi rápida achei que levaria pelo menos ate o anoitecer para pega-las- Ele olhava para o saco nas mãos da feiticeira, mas só nessa hora ela percebe que não destrocou os sacos deixando assim as runas no saco do Shigumura, ao invés de coloca-las no saco respectivo a ela, mas já era tarde não era possível fazer nada só esperar que Thanabog Landon não se lembrasse da cor designada a Evlyn-.

-Tudo bem pode descansar!-os olhos do Arcano passou pela feiticeira como se quisesse dar-lhe uns cascudos, mas nada fez além de retornar a tenda-.

Evlyn seguiu atravessando a ponte e deitando a alguns metros do lago onde os forasteiros pescavam.

Seus pensamentos e lembranças se encontravam, sua mãe pegando uma navalha e retirando o cabelo chamuscado, desde este dia Evlyn conservou o corte bem curto para que não atrapalhasse a conjuração das magias. De repente uma sombra lhe tapa a visão do céu, deitada daquela forma conseguia somente ver uma silhueta diante dos seu olhos então se prontificou a ficar de pé.

Um homem com prováveis trinta e sete anos, de cabelos sedosos e negros traços marcantes com a barba a fazer, e olhos que pareciam ser feitos de vidro, possivelmente por serem verdes tão claros que quase não se notava a cor, vestido com um sobretudo preto que não deixava nem as pontas dos sapatos a monstra.

-Tudo bem Senhor?- A pergunta saiu, era a curiosidade agindo, pois afinal não e comum alguém chegar e ficar encarando um desconhecido.

-Para que tanta formalidade, e afinal aposto que não sou tão mais velho assim para me chamar de senhor-Ele olhou a Feiticeira de cima a baixo, e parou seus olhos nos dela- Meu nome e Ian Waldrich, e o seu é?

-Sou EvlynDamran- olhando fixamente para o homem acabando de perceber um vacilo no seu olhar- mas o Senhor já sabia não e mesmo?

Ele olhou como se acabasse de deixar algo precioso sumir da suas vistas, e olhando atentamente a Feiticeira, acabou deixando escapar um suspiro.

-Tem razão sei quem você é- Ele da uma olhada para o transmissor no pescoço da garota- Vi você procurando, melhor perguntando sobre um casal de bruxos que vieram com alguns guerreiros de Geffen e de outros vindos daqui e dali, ainda esta interessada neles?

Olhando atentamente para Ian Evlyn tentava entender porque ele tentava ajuda-la, ou como ele soube que ela precisava de ajuda,tentava analisar a face da pessoa a sua frente, mas sem muito sucesso pois a única coisa que conseguiu descobrir foi que o sorriso dele era maravilhoso seus dentes brancos brilhavam quando pequenos fragmentos de luz que emanavam da fenda os tocava.


-Se eu disser que sim, o que você me diria?- Evlyn diz olhando para Ian, ele deu outro sorriso e revirou os olhos-.

-Se você dissesse que ainda os procura diria que posso te ajudar- Logo depois que parou de falar parou o olhar nos da garota-.

-E como faria isso posso saber?- Ele ficou em silencio passando o olhar para algo além da Feiticeira- Olha não tenho tempo para brincadeiras.

-Espere ei vi um casal de bruxos a seis meses atrás eles estavam acampados aqui mas seguiram para Manuk- Ele ainda olhava através da garota- Manuk fica do lado congelado, já foi para aquelas bandas?

Agora dava pra se notar o que Ian olhava, ele olhava o guarda perto da passagem para o lado congelado.

-Já sim, obrigada pela dica, e até mas- Ela já ia se retirando quando a mão de Ian a segurou, sua mão tinha a palma quente e as pontas dos dedos frias o que não fazia sentido porque ele estava com um sobretudo que dava calor só de olhar- Que foi?

-Você não gostaria de companhia ate Manuk?- Isso soava estranho, porque alguem se ofereceria para acompanhar alguem que nao conhece?-.

Mesmo suspeitando de algo a jovem feiticeira acaba concordando, e combinando um horário para seguirem.

A noite passou devagar, Luiz e Darte chegaram contentes por completarem a missão, entregaram os sacos para o Senhor Landon, que olhou atravessado mas sem dizer nada na direção das runas do Luiz, esses dois passaram grande parte da noite brigando mas de uma maneira amigável,Darte dava cascudo em Luiz e esse jurava ganhar do outro em qualquer jogo que alguém propusesse.
.
Evlyn marcou com o misterioso Ian para saírem de madrugada, antes mesmo que o velho Arcano acordasse.


Já de madrugada do lado de fora da tenda da Feiticeira, Ian esperava com um olhar parado, então desviou o olhar para os olhos azuis da garota, dando um sorriso junto com uma reverência e um bom dia largo, ela retribui o bom dia.

Ao se aproximar do guarda ele coloca o capuz permanecendo a alguns passos atrás de Evlyn, enquanto esta diz algo ao guarda que permite a passagem dos dois.


-Os Bruxos, são amigos seus?-Mesmo que sua intuição avisasse não diga nada,Evlyn não conseguia se manter dura ao lado dele-.

-São meus pais, hà muito estou procurando, temo que algo aconteceu a eles- Olhando pra a garota era possível ver a sombra que à cercava, porque mesmo não querendo, no final achava que se tivesse permanecido em Geffen, seus pais não teriam embarcado na aventura em Ash logo não teriam desaparecido-.

Ele a olhava como se ela fosse a única coisa no mundo, reparou que o rosto era delicado de um branco creme que combinava perfeitamente com o leve rosado nas maças do rosto, com grandes olhos azuis que possuíam um ton tão escuro que podia ser confundido com duas pedras de Lápis Lazulli.

-Seus pais, faz muito que não os vê?- de repente Evlyn para a alguns metros da passagem e encara seu acompanhante mas logo retorna seu olhar para frente-.

-Acho que não e uma boa hora para conversarmos- A frente dos dois havia cerca de dez tatachos aparentemente bastante furiosos-Alguma ideia Senhor?

-Por favor já disse que não são tão velho assim, e você e uma feiticeira devia estar pronta para encarar situações como esta-Evlyn se virou para ele furiosa, mas querendo ou não era verdade, ali não havia Miya Ogawa para cura-la se algo desse errado, mas ela tinha que encarar essa, se quisesse chegar ate Manuk.

-Eu ainda estou em treinamento-Ela deu uma olhada para os tatachos eles deviam ter no mínimo uns três metros de altura e pesar uma tonelada- mas pode deixar eu consigo.

A Feiticeira não viu mas atrás dela Ian sorria vendo as costas da garota tensas.

Nos pensamentos da jovem se passavam duas coisas, um, medo mas não de não conseguir acabar com os monstros mas de talvez não conseguir proteger o homem que a acompanhava e dois queria mostrar que era capaz.

Foi seguidos minutos mandando [i]tornado
uma das habilidades chaves para a sobrevivência de um feiticeiro ja que esses não possuem resistência física, e outras como Onda e Nerthus, nesse instante seu comunicador emitiu um som que a fez se desconcentrar por alguns instantes o que foi suficiente para alguns dos tatachos que restaram avançar no seu braço, a fazendo cair no chão ela ouve alguém gritar CURA, ESCUDO MAGICO, ela desvia o olhar para suas costas e vê Ian as conjurando.

-Levanta, ou você quer que eles te estraçalhem?- Seu rosto cintilava um sorriso, Evlyn logo se pôs de pé e destruiu os monstros que já estavam bem machucados-.

Quando atravessaram a passagem Evlyn, toca o comunicador.


-OI!- Sua foz sai tremida a adrenalina ainda estava ali ou o nervosismo de poder ser um dos Generais do Clã pronto para repreender sua fuga do acampamento ou poderia ser a vergonha de ter perdido o foco na frente do estranho.

-Ev onde você esta? A deixa pra la, só quero dizer que deram o dia folga pra gente-Sky parecia animado mas com certeza esse dia de folga serviria para uma maratona de treinamentos e missões nos próximos dias-Parece que Thanabog e Ebitto vão ter uma reunião.

-Obrigada por avisar ate mais então Darte- ela nem esperou o tchau do amigo desativando assim o comunicador.


Minutos depois os dois chegam a cidade de Manuk.

-Eu começo perguntando do lado esquerdo e você do lado direito tudo bem?- Evlyn simplesmente balançou a cabeça em afirmação já que sabia que mesmo falando que não precisava de ajuda ele continuaria fazendo.

Os dois chegaram junto a um grande Manuk que vigiava uma grande porta de metal, ele confirmou que a algumas semanas um casal de Bruxos passaram por ali e que eles seguiriam para El Dicastes, ele ainda disse que os dois tinham uma expressão contorcida talvez uma mistura de vontade e receio, ele não sabia ou certo, quando Evlyn se colocou a tentar abrir o portão o guarda a segurou e avisou que para passar dali so com uma permissão, foi quando o guarda encarou o rapaz ao lado da jovem.

-Que droga-Evlyn e Ian soltaram a frase na mesma hora mas por motivos diferentes, então ele a puxou pelo braço e saiu arrastando a -.

-Precisamos voltar para o acamapamento- A garota gravou os pés na neve o que fez com que ele parasse de puxa-la-.

-Ei calma ai rapaz, as pessoas não saem puxando as outras assim, eu vou voltar, mas porque eu preciso não porque alguém vai sair me arrastando-Ela passou um olhar fuzilante no rapaz-.

-Você fica bem quando esta nervosa, seus olhos brilham sabia?

A feiticeira estreitou os olhos, soltou o braço da mão de Ian e se pôs a andar, logo atrás ele retirava o sobretudo revelando a roupa de Arcebispo.

-Ei espera garota, não queria te deixar tão nervosa- ela se virou pra ele séria- tá talvez um pouco mas não a ponto de você querer voltar sozinha.

Evlyn respirou fundo e olho para cara do Arcebispo, ela não entendia o poder que aqueles olhos de vidro tinham sobre ela, so sabia que não diria não enquanto olhasse para eles.

-Tudo bem, agora ande depressa não quero chegar já a noite no meu acampamento -a jovem falou tentando não parecer tão vulnerável perante o olhar de Ian-.

A caminho do acampamento Evlyn não disfarçava olhar curioso em cima de Ian.

-O que foi? Normalmente não importo que me olhem, mas sabe, as garotas costumam desfarçar- Ele disse com o sorriso mais cínico que a jovem já havia visto-.

-Só estou tentando adivinhar o motivo que fez você se tornar Arcebispo, porque nada em você me lembra um.

-Porque você não me perguntou, eu te responderia- Ele revirou os olhos como no primeiro dia-.

-Sei que me responderia, mas será que diria a verdade- ela o olhou sorrindo vendo que ele tentava conter o sorriso- Este é o ponto!

Eles foram conversando até o acampamento, nenhum dos dois fez revelações sobre suas vidas o que fazia com que um nutrisse pelo outro uma curiosidade quase que palpável, Evlyn parou a frente da sua tenda fazendo com que Ian parasse logo a sua frente.

-Até Senhor, e obrigado pela ajuda- Ela sorria e devagar Ian se aproximava, segurou a mão direita da Feiticeira, com a mão esquerda tirou alguns fios de cabelo do rosto da jovem, Evlyn sentia as pontas frias dos dedos de Ian em seu pescoço.

-Eu já disse não sou nenhum senhor tenho apenas trinta e cinco anos e garanto que quando você tiver a minha idade não vai querer ser chamada de Senhora-Ele se aproximou mais e com uma suavidade sobre-humana tocou seus lábios nos dela, e antes mesmo que ela pudesse retribuir ou afasta-lo, escutasse pequenos estalinhos de uma asa de borboleta sendo ativada, e um sussurro com as palavras” Ainda vamos nos ver”.

feito por Evlyn

Ela ficou ali parada fitando o nada, por alguns minutos.


-Evlyn onde você estava?-Karan dizia toda espalhafatosa andando em direção a garota- Meu marido quer falar com você, venha.

Karan sai arrastando a Feiticeira pelo braço até a tenda principal, e há empurra para dentro.

-Feiticeira! Karan ficou te procurando o dia todo-Dentro da tenda também estava Ebitto-.

-Evlyn você trapaceou em uma das missões que o Velho te mandou?- Era uma pergunta mas com certeza ele já sabia a respostas então ela permaneceu calada- A vida é sua, mas quando você entrou para os Valor's assumiu um compromisso, você tem obrigações, e quando não as cumpri...- Ebitto olhou a garota a sua frente, e pegou uma bolsa na mesa ao seu lado-.

-Como é a primeira vez vai passar, mas não em branco!-Ele sorriu jogando a bolsa nas mãos de Evlyn- Você voltara ao Templo e trará o dobro das Runas.

Ela se retirou da tenda arrumou suas coisas pensando pra que tantas Runas, depois pensou se seus amigos tambem receberam essa nova missão, quando acabou de organizar o que ia levar, apertou com força uma asa de borboleta na mão e desapareceu.


Última edição por isabellf em Dom Set 02, 2012 1:31 pm, editado 14 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
isabellf
Classe 1
Classe 1
avatar

Mensagens : 78
Data de inscrição : 27/07/2011
Idade : 25

MensagemAssunto: Re: A Procura    Qui Fev 09, 2012 11:31 pm

Então gente e minha primeira historia aqui então se verem algum erro absurdo, ou se tiverem algo que me ajude a melhorar e só deixar aqui, aceito opinião, critica, ajuda nos detalhes pra que as cenas fiquem mais visíveis, e se acharem que seus personagens não tem nada em comum com o que eu escrevi x.x me ajudem a concertar, obrigada pela atençao Very Happy




Última edição por isabellf em Qua Fev 15, 2012 8:08 am, editado 2 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Darte Sky
Classe 2
Classe 2
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 28/09/2011
Idade : 21
Localização : Pacajus céara

MensagemAssunto: Re: A Procura    Sex Fev 10, 2012 10:05 pm

Eu gostei demais adorei fico realmente boa
Nossa eu batia noluiz que lol (Eu ri litros)
Evlyn achei um errinho:Evlyn respirou fundo e olho para cara do Arcebispo, ela não entendia o poder que aqueles olhos de vidro tinham 'SORE''' ela, so sabia que não diria não enquanto olhasse para eles.
Bem tirando issofico show nota:100000000000!
Parabens!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Naruhunter
Classe 1
Classe 1
avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 21/09/2011

MensagemAssunto: Re: A Procura    Dom Fev 12, 2012 12:14 pm

Realmente fikou muito boa sua história, cada cena da para se ver claramente. Acho que essa história de se ver a cena ta melhor que as minhas.
É bom ter um companheiro escritor =P ( Darte ta na hora de começar a sua tmb a Ev que naum tinha esse projeto ja começou. =D)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Darte Sky
Classe 2
Classe 2
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 28/09/2011
Idade : 21
Localização : Pacajus céara

MensagemAssunto: Re: A Procura    Seg Fev 13, 2012 12:35 am

A naru e pq to estudando e estagiando ae fica ruim de finalizar a historia vou fazer o possivel para terminala sabado esperem ancioso ^^!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Naruhunter
Classe 1
Classe 1
avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 21/09/2011

MensagemAssunto: Re: A Procura    Seg Fev 13, 2012 5:03 pm

Darte Sky escreveu:
A naru e pq to estudando e estagiando ae fica ruim de finalizar a historia vou fazer o possivel para terminala sabado esperem ancioso ^^!

Relaxa falei foi na zuera msmo, mas pode deixar to esperando

Semana que vem terá história bonus
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
isabellf
Classe 1
Classe 1
avatar

Mensagens : 78
Data de inscrição : 27/07/2011
Idade : 25

MensagemAssunto: Re: A Procura    Qua Fev 15, 2012 8:09 am

Meu primeiro desenho Embarassed já irei explicar que não desenho bem!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Naruhunter
Classe 1
Classe 1
avatar

Mensagens : 25
Data de inscrição : 21/09/2011

MensagemAssunto: Re: A Procura    Qua Fev 15, 2012 5:03 pm

isabellf escreveu:
Meu primeiro desenho Embarassed já irei explicar que não desenho bem!
melhor que muito desenho meu =/

to saindo pro curso com folha na mochila, vamos ver no que que dá
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Darte Sky
Classe 2
Classe 2
avatar

Mensagens : 126
Data de inscrição : 28/09/2011
Idade : 21
Localização : Pacajus céara

MensagemAssunto: Re: A Procura    Qua Fev 15, 2012 11:06 pm

Eu queria desenhar assim sabia?! eu so sei desenhar aqueles palitinhos de fosforo(QUE VERGONHA)
Bem o desenho fico bacana gostei Very Happy
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
isabellf
Classe 1
Classe 1
avatar

Mensagens : 78
Data de inscrição : 27/07/2011
Idade : 25

MensagemAssunto: Re: A Procura    Dom Set 02, 2012 1:27 pm

2ª Parte- Saudades-

Spoiler:
 


Em instantes Evlyn estava diante da fonte no meio da cidade de Rachel, ali alguns mercadores gritavam tentando chamar a atenção dos aventureiros que ali passavam.

Recentemente o Líder da Valor, adquiriu uma casa na cidade está denominada como o atual complexo Valor, um ponto de apoio para todos os membros, já que a maioria passava grande parte do tempo nessa cidade.

Ev se sentia meio que afastada de todos, a procura por seus pais e os estudos sobre os Elementais, seres feitos da essência da natureza, que ajudavam seus invocadores, essas coisas acabavam por tomar todo o tempo da jovem que na maior parte do tempo so falava com outros membros do Clã pelo comunicador.

E nas horas vagas ainda se preocupava tanto com os antigos como com os novos amigos e integrantes da Valor.

Sua amiga Angra estava sempre cheia de afazeres, ainda mais agora com um novo posto no Clã, os meninos na maior parte estavam treinando, ela sentia falta de quando em uma roda eles tiravam um tempo para conversar, brincar e até brigar, sentia falta dos seus amigos mais antigos, Darte e Luiz, e o que será que ouve com a cavaleira Dianna? O ultimo dia que encontrou seus amigos foi na inauguração do Complexo é desde então a saudade de todos so cresceu mais, e antes disso foi no acontecimento das runas, que também foi a ultima vez que ela avistou seu amigo Shigumura.

Evlyn colocou sua mão direita sobre o peito, a saudade apertava, mais a preocupação era o que fazia seu coração doer, ela começava a andar em direção ao complexo, sem contar que ja fazia um tempo que não encontrava pistas sobre seus pais , a Feiticeira simplesmente teve que parar as buscas, pelo menos até sua permissão para entrar em El Dicastes fosse concedida, e lembrando disso era quase impossível não pensar no Arcebispo, misterioso e atrevido, quando imaginava o toque suave dos seus lábios se juntando aos dele, uma onda de calor subia ate seu rosto, ela não entendia muito bem o que era, mais dizia a se mesma que era raiva.

De repente uma mão segurando uma pequena flor branca se estendeu a sua frente.


-Eu precisava te entregar- Ev não precisou de mais nenhuma palavra já sabia de quem era aquela voz-quando toquei as pétalas... me lembrei rapidamente da textura suave da sua pele, apesar que essa flor não emite o seu calor...

Era como se os pensamentos da garota o tivessem materializado o Arcebispo ali, olhos claros sorriso confiante, e nesse momento de barba completamente feita diferente da ultima vez que eles se encontraram.

-Não devia ter se dado ao trabalho- Dentro de se Ev tentava descobrir uma maneira de sair dali sem se prender naqueles olhos- até porque estou bastante ocupada agora e não posso ficar aqui jogando meu tempo fora.

Ele levantou os olhos e a encarou.

-Só aceite a flor- Ele colocou a flor na palma da mão da garota-já estava com saudades de você mocinha, apesar de eu ter reparado que você e bem mais carinhosa com seus amigos, mais sabe porque não fiquei com ciúmes? Porque esse lado seu que você me mostra é muito interessante aos meus olhos.

-Como?-ela o encarou com uma sobrancelha arqueada.

-Sabe esse sorriso envergonhado, seu rosto ficando ruborizado seja de raiva ou embaraço, seu olhar fuzilante, ele aquece meu coação sabia? A e ainda tem esse seu lado que adora desafiar, esse seu lado rude que eu posso dizer que você o mostra somente a mim.

-Não, não você disse que reparou?-E lá estava o olhar fuzilante como o fogo crepitando na lareira- por um acaso anda me espionando?

-Como pode pensar isso de mim? Eu nunca a espionaria, eu estava somente- Ele começou a andar em volta da garota ate parar nas costas dela- te protegendo!

-Então eu agradeço mais não preciso dos seus cuidados- Ela disse se virando, e logo percebeu seu erro, os dois estavam tão próximos que ela conseguia sentir o hálito fresco vindo da boca de Ian.

Evlyn já ia dar um passo para trás quando sentiu os braços dele a sua volta, seu rosto afundado no aconchego do peito do Arcebispo, e nesse momento ela se sentiu tão vulnerável que tinha a sensação que cairia se ele a soltasse.

-Não me importo com o que você acha ou não que precisa- ele apertou um pouco mais- eu vou continuar aqui.

Ele se afastou mais sem a soltar, seus olhos se encontraram, e Ev podia ver no espelho dos olhos de Ian que seu rosto estava corado e seus olhos com um brilho embaraçado.

-Eu estou hospedado na estalagem da cidade-Ele deu um leve beijo no canto esquerdo da boca da feiticeira- é so pedir para me ver na portaria, sua entrada até meu quarto já foi autorizada.

-E porque acha que eu irei te procurar?-Disse ela enquanto se soltava dos braços aconchegantes e olhos apaixonantes do Arcebispo.

-Porque eu tenho novidades dos teus pais!

E assim Ian seguiu para estalagem, enquanto a jovem Feiticeira ficava observando seus passos.

Ela se virou furiosa e continuou indo em direção ao Complexo resmungando consigo mesma.

-Quem ele pensa que é?...ele acha que me dando uma flor lhe da o direito de ir me abraçando ou de me espionar, o que ele acha? Que vou cair nessa conversa que ele tem noticias dos meus pais?..

O complexo Valor ficava de frente a uma casinha que pertencia a Ebitto e Miya, a memória da inauguração do Complexo ainda estava fresca na memória da garota, todos tão eufóricos sorrindo, e o anuncio que Ebitto seria papai.

E a revelação de um item chamado O Sinal, tal item so seria entregue a guerreiros que merecessem entrar no Valhalla.

A seriedade emitida nas palavras do seu Líder, a Srª.Miya que até agora não se sabe se por causa da gravidez ou de algum fato ainda não comunicado parecia mais avoada que nunca, e os cochilos da Sr.Landon em meio a antas conversar apesar de parecer impossíveis aconteceram tão naturalmente.

Ev guardava tudo em um canto especial da sua memória onde que de vez em quando visitava, essas recordações sempre estariam com ela.

De repente Evlyn escuta um barulho do comunicador e ajusta a freqüência.

Era seu amigo Syn, que tinha feito a chamada.


-Oi Syn!-Ela dizia enquanto abria a porta do Complexo.

-Oi Ev!
..................................................
E mais um dia se passava onde o maior conforto que ela encontrava sem suas pesquisas era ouvir a voz de um conhecido em um pequeno ponto preso ao seu ouvido.



Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Procura    

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Procura
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Brasil] Polícia procura homem que tentou roubar avião em Campo Grande (MS)
» Prototype 2 você enfrenta New York em chamas.
» Naughty Dog procura designer de coperativo
» À procura de bibliografia
» Procura-se Ladrão e Método de Roubo | Com Recompensa

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Fanfics/Contos-
Ir para: