InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-se  
Conectar-se
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» Death Professor [Construindo]
por Hidan Miles Dom Set 17, 2017 4:20 am

» Ragnar Lodbrok
por Dante Sab Set 16, 2017 11:38 pm

» Aron Ketsui
por Aron Ketsui Sab Set 16, 2017 10:06 pm

» Dokkalfar Alfheimr
por Rebus Sab Set 16, 2017 3:47 pm

» Ebitto Rock - atualizada set/2017
por Tibeto Qui Set 14, 2017 10:12 pm

» Gilbreth Khan - atualizado 07/09
por Tibeto Qui Set 07, 2017 4:26 pm

Quem está conectado
1 usuário online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 1 Visitante

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 22 em Dom Abr 07, 2013 11:24 pm
Top dos mais postadores
Tibeto
 
Darte Sky
 
Luiz Gomes
 
Hidan Miles
 
isabellf
 
Rebus
 
Victor
 
SynChrO
 
Nina
 
dianalf
 

Compartilhe | 
 

 Guia da cidade de Geffen

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Victor
Moderador
Moderador
avatar

Mensagens : 55
Data de inscrição : 05/07/2011

MensagemAssunto: Guia da cidade de Geffen   Ter Mar 20, 2012 10:07 am

Bom pessoal, eu estava vendo, pelos comentários, no guild chat, que o povo que está criando seu guia para o concurso está esquecendo a história do jogo e focando somente na mecânica, build, macetes, etc. Gostaria de lembrar que o concurso também visa avaliar os conhecimentos do jogador sobre a história do jogo, não somente a mecânica. Como o jogo é baseado na mitologia nórdica, ele possui uma história bem vasta e interessante. Então eu decidi criar um guia da cidade de Geffen. Inicialmente eu tinha resolvido criar o guia em modo RP, como se o próprio Thanabog tivesse falando sobre a cidade e mostrando tudo sobre seu ponto de vista, dessa forma acho que o guia ficaria muito bom e interessante, mas muito cumprido e levaria muito tempo pra fazer e tendo em vista que ele deve ser lançado logo pra servir de base para os participantes do concurso, decidi colocar só o resumo da história com a visão de modo geral e posteriormente vou colocar o guia em modo RP baseado nos conhecimentos que o Thanabog possui da cidade.

Retirei material do Guia de Cenário criado por Diego Toniolo do Prado que foi postado no forun da level Up pelo Usuário Peliz Feliz (não sei se são a mesma pessoa). Recomendo esse guia, é muito bom. Seguem os links:
http://sites.levelupgames.com.br/FORUM/RAGNAROK/forums/t/239181.aspx
http://sites.levelupgames.com.br/Forum/ragnarok/forums/t/239181.aspx?PageIndex=2



Guia da Cidade de Geffen



A cidade de Geffen fica situada em uma península no lado ocidental do Monte Mjolnir e dizem que foi construída por grandes magos do passado bem onde ficava Geffenia, a cidade dos elfos. Geffenia foi destruída há muitos anos durante sua guerra com Glast Heim. Não se sabe ao certo o que causou a guerra, mas o fato é que ela existiu e o resultado dessa guerra foi a destruição de Geffenia e Glast Heim, causada pelo uso irresponsável, por ambas as cidades, de magias proibidas. Essas magias acabaram enfraquecendo a barreira entre Midgard e o mundo das trevas. Graças ao enfraquecimento dessa barreira muitos demônios começaram a se manifestar em ambas as cidades que, rapidamente, foram dizimando homens e elfos, sem distinção alguma, tornando ambas as cidades inabitáveis. Todo o conhecimento acumulado em séculos teve de ser completamente abandonado nas duas cidades.

Depois de muito tempo após a destruição das cidades um grupo de magos seguiu para Geffenia para estudar a antiga magia dos Elfos. As magias de Geffenia eram impressionantes. Eram capazes de realizar feitos indescritíveis, e esse conhecimento era registrado. No entanto, os demônios ainda existiam e seus ataques eram constantes ao grupo de magos. E como os elfos viviam no subterrâneo, os magos criaram um selo mágico junto com uma torre em cima de onde estaria a capital élfica, para aprisionar os demônios no subsolo da cidade e logo após começaram a estudar os conhecimentos que conseguiam devido a excursões de aventureiros até o subsolo.

A cidade foi se desenvolvendo em volta da torre trazendo aventureiros de todas as partes do mundo em busca dos novos conhecimentos sobre a magia. Com o tempo, foram fundadas a Escola de Magia e a Academia de Magia. A escola de magia foi fundada as proximidades da torre central e era onde os aprendizes estudavam intensamente os princípios da magia para se tornarem magos. A academia de magia foi instalada na torre central e após adquirir conhecimento, pelos treinos e pelos estudos, um Mago pode se matricular na Academia onde seu aprendizado será elevado a níveis mais altos, tornando o Bruxo capaz de usar a energia arcana bruta com facilidade, criando nevascas sobre seus oponentes, convocando a ira de deuses, chuvas de meteoros, entre outras coisas. No subsolo da Academia ainda podem ser encontrados demônios que ficaram presos após os magos terem colocado o selo na torre. A maioria não oferece grande ameaça, mas entre eles existem dois monstros de grande poder que merecem uma atenção especial, Doppelganger e Drácula.

O Doppelganger é um demônio capaz de imitar a aparência de qualquer humanóide. Dizem que ele teria sido usado contra os humanos na guerra entre humanos e elfos, porém nunca tinha saído até a construção da Torre de Geffen. Quando notou os humanos acima de si, começou a imitá-los, matando sua vítima e assumindo sua vida, galgando assim um cargo de poder. Quando foi descoberto, foi derrotado e aprisionado de volta a Geffenia. Quando tentou retornar, foi pego pelo selo de duas partes criado pelos humanos e hoje tenta se vingar de quem pode até que o selo se enfraqueça. Para isso, assume a forma de um jovem espadachim que finge ser perseguido pelos corcéis de sombras, os Pesadelos, para que um humano tolo o bastante aproxime-se e abra a guarda, quando ele ataca com todas as forças. Por ser nativo do mundo das trevas, sempre que é morto retorna para lá, voltando apenas depois de alguns dias, quando está mais furioso e rancoroso.

O Drácula é outro habitante do mundo das trevas que veio para Geffenia quando a barreira entre os mundos se enfraqueceu, este, no entanto, é um vampiro. Alimenta-se de sangue fresco retirado do pescoço de suas vítimas com uma mordida de seus longos caninos, sugando até a última gota, quando procura uma nova vítima. Costuma transformar-se numa nuvem de Familiares para confundir e aterrorizar sua vítima e facilitar seu ataque. Por ser vulnerável ao Sol, nunca saiu durante o dia quando os humanos se estabeleceram na ilha, atacando apenas à noite. Aproveitando-se disso, o lacre foi feito à luz do dia, aproveitando-se que o vampiro não poderia atacá-los. Por causa disso, tornou-se mais agressivo, atacando os humanos de maneira até impulsiva, levado pelo impulso da fome. Quando morto, reaparece em seu caixão, onde irá repousar até a próxima lua cheia, momento em que sua fome o faz despertar novamente.

A cidade possui três saídas localizadas nos seus extremos. Uma no extremo oeste que, atravessando uma ponte, é possível encontrar um mirante com um observatório que pode ser usado para ver toda a área que circunda Geffen que vai desde Glast Heim, passando pela Vila dos Orcs, o Monte Mjolnir até a fronteira com a cidade de Prontera. Dizem que nesse mirante é possível se encontrar, ainda em vida, com uma Valquíria, uma das deusas que procuram por aventureiros valorosos para lutar ao lado de Odin no Ragnarok. Seguindo a noroeste de Geffen é possível chegar a Glast Heim a antiga cidade dos homens que foi tomada por demônios de todos os tipos desde a espíritos que possuem armaduras vazias até a criaturas possuidoras de uma maldade primordial como o Senhor das Trevas. Ainda no lado oeste de Geffen é possível encontrar uma rota que leva direto para o Feudo de Britoniah que foi construído para defender a cidade dos constantes ataques dos orcs que têm sua vila situada ao sul da cidade.

Ao leste de Geffen pode ser encontrada uma rota para Prontera, a estrada é longa, mas não oferece muitos perigos. Ao norte de Geffen pode ser encontrada outra rota, mas essa leva para a cidade de Al De Baran. É uma rota perigosa, pois ela é longa e atravessa diretamente o monte Mjolnir conhecido como o lar de insetos super desenvolvidos, muito agressivos e perigosos. E, o mais terrível atualmente é a Abelha Rainha. Líder de uma colméia escondida dos olhos humanos no local mais isolado do Monte Mjolnir, voa entre as flores acompanhada de seus operários, os Ferrões, enquanto busca comida para si e suas filhas. É extrememante paranóica, atacando qualquer um que se aproxima dela. Essa rota também pode ser usada para chegar a uma antiga mina de carvão que foi abandonada há muito tempo. O sul de Geffen não possui nenhuma saída devido a sua proximidade com a Vila dos Orcs, que há muito tempo, guerreiam com os humanos.

Atualmente a cidade está bem desenvolvida, apontada como uma das principais cidades de Rune Midgard, e principalmente, está livre de demônios. Geffen é o lugar perfeito para se conseguir todo tipo de equipamento mágico. Ela é a cidade dos estudiosos que vivem pesquisando novas fontes de poder e desenvolvendo novos conhecimentos no campo da alquimia.

Bom pessoa, ta aí o mini-guia.




Dicas



Vou explicar aqui duas maneiras que podem ser usadas para desenvolver o seu guia. Eu gostaria de ter escolhido o foco narrativo em 1ª pessoa, onde o narrador é um dos personagens da história e apresenta aquilo que presencia ao participar dos acontecimentos. Dessa forma, nem tudo aquilo que o narrador afirma refere-se à “verdade”, pois ele tem sua própria visão acerca dos fatos, sendo assim, expressa sua opinião e seus sentimentos. Considerando esse foco narrativo, o jogador só poderia abordar assuntos que supostamente seu personagem conheceria, ou seja, um personagem que viveu enclausurado na Abadia de Santa Capitolina, pra se tornar monge, não pode mostrar uma visão detalhada sobre o templo de Freya, em Rachel. Resumindo, o escritor deve limitar-se ao conhecimento do personagem.

No meu guia eu escolhi a visão de modo geral, onde o foco narrativo está em 3ª pessoa. Na narração em 3ª pessoa o narrador é onisciente, ou seja, possui todas as informações sobre o assunto. Ele oferece uma visão distanciada da narrativa, além de dispor de inúmeras informações que o narrador em 1ª pessoa não pode oferecer. Esse foco narrativo não limita o texto a somente aos sentimentos e conhecimentos do personagem ele mostra a informação de modo mais abrangente, mostrando todas as informações possíveis sobre o assunto.

Não é preciso se limitar a fazer o guia em uma das duas formas que citei acima a pessoa pode se sentir livre pra fazer como ela achar melhor. É sempre bom fazer as coisas com criatividade.

Espero ter ajudado
Boa Sorte em Seus Guias!!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Tibeto
Admin
Admin
avatar

Mensagens : 288
Data de inscrição : 04/04/2011

MensagemAssunto: Re: Guia da cidade de Geffen   Ter Mar 20, 2012 10:40 am

Poisé galera, apesar do foco na 3ª pessoa se dispor de várias informações adicionais, eu acho muito interessante vocês colocarem algo como se fosse na 1ª pessoa, mesmo que não seja o guia todo, mas algumas observações que seu personagem tem acerca do assunto em questão.

Esse ponto de vista em 1ª pessoa será avaliado levando em consideração a ficha do seu personagem. Se houverem "erros" com relação aos dois não serem consistentes, perderão pontos. Lembre que idade, cidade, personalidade, classe, influencia diretamente no ponto de vista do personagem. Por exemplo: Um sacerdote tem uma visão diferente de Odin que um arruaceiro não tem...

...outra coisa, tentem adicionar informação útil ao guia. O guia que o vic citou está no fórum desde o primeiro dia dele, e está completo até a parte antes de Ash vaccum, porém, esse completo não quer dizer que possui tudo, ou que o ponto de vista abordado seja o único correto.

Lembrem de fazer as devidas citações quando copiarem material para não serem desclassificados.

Boa sorte a todos!

_________________
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://valorguild.forumeiros.com
 
Guia da cidade de Geffen
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [MBAC] Arima Miyako: Guia de Treino - Iniciante
» Passeando na minha cidade...
» Discovery estreia superprodução em outubro – “Águias da Cidade”
» Skyrim [Guia Completo]
» Guia Completo: Dark Souls - Capitulo 1 e 2.

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Gameplay Guias e Dicas-
Ir para: