InícioInício  CalendárioCalendário  FAQFAQ  BuscarBuscar  MembrosMembros  GruposGrupos  Registrar-seRegistrar-se  Login  
Login
Nome de usuário:
Senha:
Conexão automática: 
:: Esqueci minha senha
Últimos assuntos
» Nova Skin Valor v0.1
por Tibeto Sex Mar 21, 2014 6:28 pm

» SS's Aleatórias
por SynChrO Qui Fev 21, 2013 10:20 am

» Bifrost Novidades
por Hidan Miles Sex Jan 11, 2013 12:19 am

» Bifrost - Qest do Guardiao
por SynChrO Dom Dez 16, 2012 6:29 pm

» NOVAS ATIVIDADES, EXPLICAÇÕES e blá blá
por Hidan Miles Seg Nov 12, 2012 1:19 pm

» Evento? 1032 year
por Hidan Miles Qua Nov 07, 2012 7:11 pm

Quem está conectado
2 usuários online :: Nenhum usuário registrado, Nenhum Invisível e 2 Visitantes

Nenhum

O recorde de usuários online foi de 22 em Dom Abr 07, 2013 11:24 pm
Top dos mais postadores
Tibeto
 
Darte Sky
 
Luiz Gomes
 
Hidan Miles
 
isabellf
 
Rebus
 
Victor
 
SynChrO
 
Nina
 
dianalf
 
Compartilhe | 
 

 Guia de Treinamento com rp on ( arqueiro/bardo )

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Convidad
Convidado



MensagemAssunto: Guia de Treinamento com rp on ( arqueiro/bardo )   Dom Abr 22, 2012 5:59 am

GUIA DE TREINAMENTO -- CLASSE ARQUEIRO/BARDO - POR -Angra Mainyu-

INTRODUÇÃO - Oi gente, vou postar aqui um guia de treinamento, participando do evento de promoção do clã e também antes de mais nada dividindo mais essa experiencia com o pessoal, um guia que mostra não só algumas informações sobre o up em si mas também em rp on, bom espero que gostem, vamos lá!

RP ON!

Olá meu querido diário, sou eu de novo, Keitarou Yuu ou Serenade para os mais íntimos, hoje acordei pensando no passado, em tudo que aprendi e nas aventuras e desventuras vividas por mim nesses últimos meses, até parece que foi ontem que escolhi me tornar arqueiro, e mais ainda, parece até que foi hoje que me tornei este bardo que aqui escreve tão apaixonado.

*Fecha os olhos e suspira*

É sim, me lembro claramente...

*Sorrindo anexa a foto de um arqueiro magrelo, com olhos brilhantes e cheios de sonhos*

[img]

[/img]

É meu amigo diário, foi nessa época que eu escolhi me tornar arqueiro, profissão que exige muita destreza e agilidade, um pouco de inteligência talvez para não fazer muitas besteiras e quem sabe um pouco de sorte para que a vida não coloque muitas pedras em seu caminho, claro que eu não sabia o que viria a seguir, mas de uma coisa eu tinha certeza, eu estava no caminho certo!

Após me tornar arqueiro, resolvi me aventurar nos arredores da minha querida Payon, uma cidade muito agradável, viver aqui é estar em contato diretamente com a natureza, decidi começar minha aventura não muito longe da cidade, me disseram que havia uma área bem próxima com pequenos monstros chamados esporos, ótimos para treino de principiantes, então como sou muito curioso, fui até lá conhecer e começar minha evolução...

*Calmamente anexa mais uma foto na página*

[img]

[/img]

Os esporos não me pareciam uma ameaça muito grande, sabe, na verdade achei eles até bem simpáticos...aiai como me enganei...levar um tapa deles não é lá uma sensação muito boa não! *Ri de si mesmo*

Após o primeiro tapa que levei, um rapaz também arqueiro passou por mim, eu não pude perguntar o nome dele mas, ele foi muito legal em me informar sobre as propriedades dos monstros e que eu poderia me adequar a elas usando diferentes tipos de flechas, o que tornaria a minha evolução muito mais rápida, me lembro claramente quando ele disse que os esporos tinham como elemento a água, e logo eu deveria usar flechas de vento contra eles, após me despedir, voltei a cidade para tentar conseguir algumas dessas, pouco tempo depois, de volta a área habitada pelos esporos, percebi uma diferença favorável e me animei ainda mais em continuar meu caminho!

*Se arruma na cadeira e apoia o rosto nas mãos pensativo*

Bom, um tempo depois, os esporos já não eram mais tão ameaçadores assim, e quando percebi que o tapa deles já não causava tanta dor como antes, decidi novamente sair em busca de novos lugares, voltei a Payon para pedir algumas informações, e um homem muito velho e simpático me disse que em um lugar não muito longe, onde o verde da floresta se misturava com o amarelo das areias do deserto, eu poderia encontrar por criaturas mais fortes, chamadas mukas, nesse momento me lembrei dos conselhos daquele jovem arqueiro, e busquei informações sobre essas tais mukas, aprendi que o elemento principal delas era a terra, e que as melhores flechas para enfrentá-las seriam as de fogo, sendo assim, consegui algumas flechas com esse elemento e segui na direção apontada por aquele senhor...

*Cola mais uma foto na página e ri de uma pequena marca de queimadura em sua mão, causada por uma das flechas de fogo*

[img]

[/img]

As mukas não eram engraçadinhas como os esporos, ainda mais por serem cobertas de espinhos e também faziam um barulho horrível, depois de imaginar a dor que eu teria em contato com elas, fiz o máximo que consegui para manter a maior distância possível, me queimei algumas vezes com as flechas de fogo, mas logo me acostumei, fiquei um bom tempo lá, me sentindo cada vez mais forte, até que um dia mais uma vez, decidi seguir caminho, dessa vez confesso que um pouco sem rumo, acampei algumas vezes, e após muito tempo, cheguei a uma pequena vila habitada por...orcs!

Os orcs com certeza não eram engraçados, tinham uma expressão muito feia, sua pele era verde e eles eram armados com machados afiados demais para a minha tristeza, mais uma vez fui a procura de informações e ao encontrar alguns guerreiros que também acampavam por lá, chamados Darte Sky e Kina Frenesi, pertencentes a um clã chamado Valor, descobri que nos arredores daquela vila existia um campo habitado pelo que seria uma espécie feminina dos orcs...digamos que eram senhoras dos orcs...sim, senhoras orc!

*Coloca mais uma foto, desta vez com cara de profundo desagrado*

[img]

[/img]

Meu caro amigo diário, eu confesso que já vi muita mulher feia por ai, mas aquelas orcs eram horríveis, e eram também muito ameaçadoras correndo atrás de mim com seus machados afiados, ecaa!

A única notícia boa que tive era que elas também tinham como elemento a terra, e como eu ainda tinha algumas flechas de fogo, puder usar contra as feiosas, e dessa vez sem me queimar hehe, algumas semanas depois treinando na área das senhoras orc e acampando nos arredores seguros daquela vila, percebi algo diferente em mim, uma sensação boa, senti que já estava pronto para prosseguir com a minha profissão, com meu sonho, seguir o caminho da harmonia musical, das canções e poemas que retratam o mundo e suas belezas, sim meu amigo, eu decidi me tornar um bardo, e eu sabia para onde deveria ir, a fantástica Comodo!

Muitas caminhadas depois, passando por pequenos desertos, campos e florestas, sempre buscando mais e mais informações, cheguei após muito tempo a Comodo, ou como eu gosto de chamar, a fantástica Comodo, um lugar onde a noite e a diversão eram eternas, com moradores amigáveis e muitas festas, Comodo era e sempre será uma das minhas cidades favoritas.

*Sorri distraído enquanto se recorda do lugar*

Claro que naquele momento eu não poderia me distrair com as festas, cassinos e as belas odaliscas que passeavam por lá, eu tinha uma coisa bem mais importante a fazer, procurar alguém ou alguma maneira de me tornar oficialmente um amante da música, após perguntar aos moradores locais, eles me disseram que eu poderia encontrar perto do centro de Comodo um bardo, muito experiente, amante da mais pura música e dos mais lindos versos, e que ele poderia me ajudar a também seguir esse caminho, após procurar um pouco eu o encontro, perdido em seus pensamentos, após uma longa conversa com ele, algumas missões que fiz para ajudá-lo e uma longa aula de canto, onde eu precisei repetir algumas vezes até ficar razoável, ele se decide por me fazer bardo, disse que a partir daquele momento eu seria responsável por espalhar alegria ao coração dos tristes e força ao corpo dos mais fracos, tudo isso com muita música e paixão!

*Anexa uma foto marcada como especial, sorri e volta a se perder em suas recordações*

[img]

[/img]

Mas é como dizem meu caro diário, nova vida...novos desafios!

No dia seguinte voltei a minha rotina de treinos e aventuras, logo cedo, após comer, decidi explorar um pouco mais os arredores de Comodo, onde me disseram que eu encontraria fabulosas criaturas, mais fortes e perigosas, e claro, como aventureiro e curioso, eu não pude deixar essa oportunidade passar em branco, e mais uma vez lá vou eu um tanto sem rumo em busca de evolução, seguindo o conselho de um dos moradores locais, peguei caminho entre árvores e lagoas, até chegar em uma floresta de clima agradável, onde, segundo as informações que consegui na cidade, eu encontraria uma criatura bem curiosa, uma espécie de mulher misturada com planta, tais criaturas chamadas dríades.

*Coloca mais uma foto, sorrindo enquanto compara as belas dríades com as feiosas senhoras orc*

[img]

[/img]

Eu gostei das dríades, apesar de serem um tanto rápidas e agressivas, ao menos elas eram mais bonitas que as feiosas senhoras orc, e com certeza eu não teria pesadelos a noite, já mais acostumado com os tipos de elementos das criaturas, percebi que mais uma vez enfrentaria o elemento terra com as dríades, não tinha muitas flechas de fogo comigo, mas acho que daria pra quebrar um galho, após algumas semanas acampando e tento como principais companheiras as dríades, decidi que estava na hora de encarar algo maior, então mais uma vez me vi caminhando sem rumo por campos desconhecidos.

Semanas depois, após passar por florestas, campos e montanhas, consegui chegar a uma cidade muito pacífica, chamada Al De Baran, com pessoas muito gentis, Alde como eu chamo carinhosamente, logo passou a fazer parte do meu coração, com diversas curiosidades e lugares para conhecer, eu sempre muito curioso tomei algumas notas sobre o que procurar em Al De Baran quando eu voltasse para fazer uma visita, por exemplo, a guilda dos alquimistas, a enigmática torre do relógio ou a adorável Lutie, a cidade do Natal!

Por mais que a curiosidade de olhar tudo tomasse conta de mim, eu antes de mais nada tinha um dever, precisava continuar minha busca por aventuras e descobertas, então, logo que cheguei lá resolvi dar uma caminhada pelos arredores da cidade, chegando assim em um grande campo montanhoso cheio de plantas, mais uma vez me deparando com criaturas com propriedade terra, já estava virando rotina, mas desta vez eu iria enfrentar plantas carnívoras!

*Suspira enquanto anexa mais uma foto na página*

[img]

[/img]

Essas plantas são engraçadas, elas nunca saem do lugar mas tem um ataque razoável quando conseguem chegar em um alvo, que bom que meus ataques são a longa distância, minha experiência com elas foi muito tranquila, após alguns dias já tinha me acostumado com o ambiente e consegui ficar por mais umas semanas lá quando resolvi seguir em frente , após uma longa caminhada e várias paradas para acampar, consegui chegar até a bela Juno, uma cidade muito grande voltada para as artes mágicas, recheada de pessoas inteligentes e com muitas histórias para contar, após dar uma volta, conheci um sacerdote chamado Rudes, que também procurava por evolução, logo nos tornamos amigos e decidimos explorar juntos os arredores de Juno.

Resolvemos assim seguir para os campos abaixo da cidade e logo nos deparamos com monstros voadores, agressivos e irritantes, diga-se de passagem, pareciam ser muito fortes, Rudes me disse que se chamavam harpias e com certeza não eram criaturas amigáveis, conseguimos passar por esse campo tomando muito cuidado, constatei que por serem voadoras elas teriam como propriedade o vento e a melhor arma contra elas seriam as que possuem como propriedade a terra, ou no meu caso, as melhores flechas seriam as de pedra, que infelizmente eu não tinha comigo...

*Balança a cabeça lembrando-se de começar a andar sempre com flechas ou armas variadas para cada situação*

Após uma longa caminhada, explorando cada um dos campos que surgiam, chegamos a um que parecia tranquilo o bastante para passar um tempo e ao mesmo tempo desafiador, lá haviam algumas criaturas bem curiosas chamadas metaling, eles eram engraçados, se pareciam muito com porings mas sua cor rosada não era tão viva e eles tinham uma aparência bem sinistra, Rudes me disse que eles não possuíam um elemento ativo, logo, poderíamos considerá-los como monstros neutros, e pela primeira vez eu poderia usar quase todas as flechas disponíveis contra eles, resolvemos acampar por lá mesmo já que os metalings não eram agressivos, e assim ficamos por longos dias...

[img]

[/img]

Um tempo depois, Rudes decide seguir seu caminho e logo eu resolvi fazer o mesmo, voltei a Juno, e logo segui até o aeroporto da cidade, peguei o aeroplano e segui viagem buscando desertos e maiores desafios, algum tempo depois cheguei a Rachel, uma cidade simples mas na minha opinião muito bonita, dona de um grande templo que um dia eu espero poder explorar, possuía um clima seco mas não muito quente mesmo para um deserto, seus habitantes me receberam bem, apesar de muitos serem enigmáticos e outros até mesmo suspeitos, após uma caminhada pela cidade, encontrei uma pequena estalagem onde passei a noite, no dia seguinte, perguntei a alguns aventureiros onde eu poderia encontrar criaturas que me ajudariam a evoluir, e eles me indicaram um campo logo ao lado da cidade, e lá fui eu!

*Procura em meio a papelada mais uma foto, meio gasta talvez devido ao clima seco e a anexa a página*

[img]

[/img]

Aquele campo era muito seco e seu solo muito reto, haviam várias pessoas treinando lá, sempre juntas umas das outras em grandes grupos ou umas poucas solitárias como eu, as criaturas que habitavam aquele lugar eram muito engraçadas, tinha uma espécie de hiena de nome roween, tinham pelo amarelo e grosso, conseguiam se mover em uma velocidade razoável e eram até bem fortes, mas nada se comparava aos quase invisíveis anopheles, com certeza os monstrinhos mais chatos que já tinha visto até aquele dia!

Passei várias semanas lá, me machuquei um pouco, mas logo me acostumei, como aquele campo era muito próximo a cidade de Rachel eu não precisei acampar, continuei passando as noites naquela pequena estalagem, simples mas confortável, me alimentava em algum restaurante e as vezes escrevia alguns versos para passar o tempo, confesso que aproveitei para relaxar um pouco também, mas logo resolvi voltar para minhas aventuras, decidi como sempre caminhar sem rumo e logo percebi que o clima estava ficando um pouco mais frio, caminhei por um longo tempo, precisei acampar uma vez e logo cheguei em uma área bem diferente das outras que eu tinha passado, era bem mais fria que de costume e ao longe eu podia avistar uma caverna, mas antes que eu pudesse prestar atenção em mais alguma coisa, percebi que estava sendo observado, e ao longe eu avisto uma fera ameaçadora, esse foi um dos grandes erros que cometi, poderia ter custado a minha vida...

*Fecha os olhos e pela primeira vez naquela noite, sente medo*






Lobos, sim meu querido diário, e não apenas lobos comuns, mas sim, lobos do deserto, os mais ameaçadores que existiam, eu sabia um pouco sobre eles, eram rápidos e fortes, tinham como elemento o fogo, logo eu teria que usar flechas de água, mas, eu não tinha nenhuma, como pude me distrair assim, realmente a sede por explorar lugares novos talvez tenha subido a minha cabeça, eu corri muito aquela hora, por sorte o lobo que me observava estava longe, mas devido ao susto eu acabei caindo e só me lembro que...tudo ficou escuro...e em um breve momento de luz, uma voz me chamava, era uma voz doce, feminina, eu abri os olhos e consegui ver um rosto borrado a minha frente, mas tão lindo quanto os melhores versos que já escrevi, e mais uma vez...tudo caiu em escuridão.

Não sei quanto tempo se passou, se foram minutos ou horas, tudo que sei é que acordei deitado no meu quarto na estalagem, com uma faixa branca na cabeça e um belo vaso de flores ao lado da minha cama, mas eu estava sozinho, fui até a recepção e pedi por informações, tudo que me disseram foi que no dia anterior eu havia sido levado até lá por um algoz e uma bela bruxa cujos nomes eles não deixaram...

Bom meu caro diário, eu não sei quem ela era, não sei seu nome, tudo que sei é que seu rosto continua vivo na minha lembrança e no meu coração, quero conhecê-la, não importa o tempo que leve, a partir de hoje meus versos vão ser inspirados naquela beleza que vi e na pessoa que salvou minha vida...agora vou dormir meu amigo, preciso descansar, ordens médicas, em breve voltarei a enfrentar aqueles lobos, sinto que algo em mim vai mudar caso eu consiga, sinto que vou traçar um novo caminho em minha vida mas, por hora, vou apenas mergulhar em sonhos...boa noite.

*Fecha seu diário e se levanta da cadeira com cuidado, antes de apagar a luz observa as flores que ainda estavam vivas ao lado de sua cama, sorri e após deixar o quarto em agradável escuridão, deita em sua cama para sonhar*

RP OFF!




ESPECIFICAÇÕES FINAIS - Bom o motivo de eu ter escolhido fazer um "guia de treinamento" foi porque por várias vezes eu vi pessoas desmotivadas e até mesmo inativas devido ao up, eu não vejo o up como um bicho de sete cabeças e acho que ninguém deveria ver, sei que muitas pessoas não gostam de upar e eu respeito isso, mas não há motivo para desanimar com ele, cada um de nós tem um ritmo e isso deve ser respeitado, o MEU ritmo é de um up mais "hard" pegando vários leveis por dia, mas se o SEU up for mais "de boa", por exemplo, pegando 20% por dia, ótimo, o que importa é que lá no final dessa estrada de pedras, todos nós estaremos com o tão sonhado 150 se esse for o objetivo, lembrando também que o up pode sim se tornar divertido e cativante, foquei bastante o rp aqui devido a isto, foi uma experiência nova para mim e eu gostei demais, peço desculpas por não ter deixado o personagem com level 99, mas consegui adaptar o final da história, espero logo dar uma continuação a ela.

CRÉDITOS - Darte Sky e Kina Frenesi que realmente participaram comigo dentro da vila dos orcs, Lumiére Kobald que me inspirou a escrever um diário, meu amigo Rudes e a família Valor, informações sobre monstros tiradas do database da level up games.

Bom fico por aqui, espero ter ajudado um pouco dividindo mais essa experiencia com vocês e boa sorte e todos!























Voltar ao Topo Ir em baixo
Victor
Classe 1
Classe 1


Mensagens: 52
Data de inscrição: 05/07/2011

MensagemAssunto: Re: Guia de Treinamento com rp on ( arqueiro/bardo )   Sab Maio 19, 2012 4:25 pm

Gostei muito do guia e da forma como você ensina a upar atraves do RP, só acho que faltou descrever um pouco os mapas e as peculiaridades das cidades que o bardo passou, falar um pouco da historia e rumores do local.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 

Guia de Treinamento com rp on ( arqueiro/bardo )

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: -